Buscar
  • Mateus Costa Provinciano

A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA PARA O TRATAMENTO DAS LESÕES MUSCULARES


Atletas de alto rendimento sofrem constantemente com lesões musculares, são estiramentos, distensões, contusões e disfunções quem podem deixar o atleta por até um mês sem praticar seu esporte. Nos jogadores de futebol, a lesão muscular é a mais comum, atingindo cerca de 39,2% dos atletas.

A Fisioterapia Esportiva trabalha com métodos que são aplicados em lesões que são causadas praticando esporte. Ela tem a função de recuperar, sanar e prevenir as lesões. O principal objetivo da Fisioterapia é recuperar a área lesada, diminuir a dor, recuperar a flexibilidade, a força muscular e também planejar a volta do atleta ao esporte, para que não ocorra uma nova lesão.

Quando planejada a volta ao esporte, o atleta ganha vários benefícios, dentre eles estão a segurança, confiança, força, agilidade e a coordenação.

Vamos agora aos graus de lesões que atingem aos atletas. Dependendo do grau de gravidade da lesão, ela pode ser separa em 3 graus.

Lesão de Grau 1: É o tipo de lesão que envolve a ruptura de poucas fibras musculares. O desconforto é pequeno e não há perda de função.

Lesão de Grau 2: É a lesão que compromete mais o músculo, podendo afetar 50% do mesmo. O inchaço é maior e a mobilidade fica menor. Lesão de Grau 3: O músculo é rompido por inteiro, existe uma perda total do movimento e em alguns casos só é corrigido com cirurgia.

E você leitor, sabe o que deve fazer para prevenir lesões musculares?

Vamos a algumas dicas!

O aquecimento muscular é de grande importância para que não ocorram lesões com frequência, pois com ele é possível aumentar a velocidade e a força de contração muscular, além de aumentar a temperatura do músculo.

Existem outros fatores que são bem conhecidos que também ajudam na prevenção. Lá vão eles: Hidratação adequada, Reequilíbrio muscular e Fortalecimento muscular.

Portanto, antes de se exercitar, siga alguns desses passos para que você não tenha que interromper sua atividade preferida.

Prevenção é o foco!


21 visualizações